16/09/14

Eu Tenho Um Diário Diferente!


Quebrei meu longo jejum por livros – tendo em vista que comprei somente quatro míseros em todo o ano; isso pode ser considerado quase um marco para uma consumista. Ando em uma fase de grandes questionamentos: pra que você precisa disso, porque comprar mais um?
Uma fase sem grandes vontades, mas ainda não ao ponto do desapego total, pra isso precisa de muita, mais muita disciplina mesmo.

No entanto estava eu no domingo perambulando pelos corredores da livraria, e uma capa amarela vibrante escrita: 1 página de cada vez, chamou minha atenção. Eu juro que a princípio ignorei – é só uma capa amarela Morgânia, pensava à medida que tentava desviar a minha atenção para outros livros, bem em um desses momentos que você acha que está no controle de tudo.

Dei mais uma volta e lá estava ele outra vez. Peguei o livro e fui até o caixa: vinte e quatro reais a menos na carteira. Saí da livraria, procurei um lugar. Sentei no banco da praça, retirei os sapatos e senti o chão frio; por algum motivo esse hábito me faz relaxar. Folheei cada página – hora confusa, hora interessante, outras loucas, outras bem engraçadas, e algumas encorajadoras.
Lembra muito uma versão menos destrutiva do livro da Keri Smith, Wreck this journal (destrua este diário).

O livro do Adam J. Kurtz, - que se define um cara qualquer (gostei disso), é um diário com tipografia bonita e bem ilustrado, onde é claro você vai preencher suas 365 páginas; uma a cada dia ao longo do ano e que por motivo de força maior e minha falta de paciência isso não vai acontecer - porque vou preencher quantas páginas eu achar necessário de uma única vez.

Viu como é fácil ganhar dinheiro?  KKKK!


Resumindo: é um livro pra rir. Para preencher as páginas sem grandes preocupações, só pelo simples fato de querer se divertir, é uma tapa na cara pra você aprender a não levar a vida assim tão a sério.

 Até o próximo post.
:)



13/09/14

O Quanto Eu Me Dedico - Meme

Tem um tempo que a Laura me indicou para responder a esse Meme - No entanto eu enrolei mesmo. O problema foi o tema; como falar de sonhos quando não se sonha?
Eu só tenho desejos. Mas desejo é só um capricho, que podem ser suplantado por outro desejo logo em seguida. Por sinal um dos meus maiores defeitos.

Vivo (ou pelo menos tento) o meu presente, um dia de cada vez, minuto a minuto, já que não tenho os teus dezesseis anos senhorita Laura.

Em outras palavras, não estou querendo dizer que as pessoas não devam sonhar isso é algo puramente pessoal certo? Essa é só a maneira como penso e vejo as coisas. E talvez (eu disse talvez), por isso que a minha vida seja assim um tanto confusa. Quem sabe as pessoas não precisem de sonhos mesmos. Muitos parecem crer nisso, então que seja!

Obrigada pela paciência, minha menina, porque demorei um bocado, não foi?
Logo vou trocar sonhos por desejos...



Perguntas:

1 - Quantos sonhos /desejos você já realizou? Quais dos seus objetivos já foram alcançados?
  Volte e leia o começo do texto J

2 - Que tipo de profissão o atrai? O que você quer ser quando crescer? O que tem estudado ou pretende estudar?
  Hahahah, bom eu já cresci, estudei (jornalismo) fiz essa parte básica e chata da coisa. Acho que um curso de fotografia, ou um curso de edificações, mas ainda não estou certa qual faço primeiro.

3 - Quais lugares você sonha/ deseja visitar?
 Índia.Acredito que encontrarei respostas  para alguns mistérios não resolvidos, como a dividade dentro de mim.

 4 - Você está feliz com sua aparência? Gostaria de mudar algo em você?
  Claro que não. Um mundo de coisas, mas prefiro não comentar...



5 - Você tem hobbys atualmente? Pretende ter algum outro futuramente?
Um não eu tenho vários; danço pinto, costuro... sempre fiz muita coisa, e vou continuar fazendo.

6 - Você estuda ou pretende estudar alguma língua estrangeira?
 Pretendo aprender o Hindi.



7 - Para o futuro, pensa em constituir uma família? Por quê?
  Eu tenho três cachorros, serve?

8 - Existem alguns bens materiais os quais você deseja possuir?
  No momento não.

9 - O que você define por felicidade? O que te faz feliz?
 Essa pergunta é complexa para ser respondida agora, na verdade, acho que nunca saberei a resposta para isso...

10 - Cite uma virtude que você gostaria de ter.
 Paciência.



:)

 Vou indicar para tag:
  Nas Margens de Mim/ Letícia