19/08/14

Eu Na Terra Dos Outros - Diamantina- MG/ Parte 4



Hoje o dia foi de comemoração(Colação) e ela começou cedo.Porque mineiro pode até comer quieto, mas ô povo pra gostar de festa sô!

Mas  antes de prossegui tenho um recadinho pra você  Gabriele.

Dona Gabi, quando olho para você hoje, me pergunto quem foi o responsável por permitir que você crescesse?
E as perguntas continuam...

Onde anda a Gabi, que aos seis anos vestia meus vestidos, colocava meus sapatos e saia desfilando pela casa?

Onde anda a menina que enlouquecia a Letícia porque ela não aceitava me dividir com mais ninguém?

Onde anda a garotinha que ficou mega feliz quando liberei você e sua irmã em uma loja, e disse que poderiam escolher o que quisesse? Mas isso em meia hora. Vocês duas surtaram. Foi engraçado!

A pequena que me deixava de coração partido quando eu tinha que voltar pra casa ao derramar lágrimas tão verdadeiras?

Eu poderia ficar aqui por horas só lembrando as nossas aventuras. Por que provavelmente você não lembra metade delas.  
Espero que agora que você cresceu que é adulta, cultive a criança que eu conheci. Afinal agora que você vai se aventurar na vida precisará ter um bocado de força, resistência, flexibilidade... Use todos os recursos que achar necessário (o mundo pode ser bem cruel), mas nem por isso é preciso deixar a inocência morrer.
Parabéns!

O cabeludo e a minha Letícia 
Pititinha da tia você não pode namorar não!
Minha Letícia :)
Essa é a Pequena Pi,que de pequena não tem nada,o nome do blog é uma homenagem a essa minha magrelinha.

Rafael e Ana Carolina
A única foto que fiz da colação,além de longe estava bem escuro :( E depois é claro; fomos festejar!!!

Diamantina tem uma vida noturna bem badalada.

E pra fechar a noite: livraria + cappuccino + pão de queijo + trufa :)


:)

18/08/14

Eu Na Terra Dos Outros - Diamantina - MG/Parte 3

Terra dos diamantes, cidade estudantil, de estradas reais, de personagens ilustres como o presidente Juscelino Kubitschek e a escrava Chica da Silva; de gente simples e acolhedora. O tempo parece escorrer vagaroso em Diamantina.
Não tem como negar a fortíssima influência católica do lugar, com a magnificência de suas igrejas seculares. E você acaba se deixando envolver por toda essa crença local. Entrei no carro em direção ao Cruzeiro que fica em um dos pontos mais altos da cidade - Eu queria conversar um pouquinho com Deus.


Minha vida : )

 Juscelino Kubitschek

Os sinos tocam anunciando que está na hora da missa, isso é tão interior.

De qualquer parte da cidade é possível contemplar as torres.



Volta aqui amanhã.
Continua...

17/08/14

Eu Na Terra Dos Outros - Diamantina - MG/Parte 2

Das cinquenta e duas pessoas que estava na pousada; todas da família - Eu era a única que estava acordada às 5:00 da manhã e pronta pra descobrir a cidade. Casaco (Diamantina é bem fria nesta época do ano) luvas, sapatos confortáveis, máquina, lentes, tripé e meu cachorro amarrado no cós da calça - o comércio só abre às 9:00. Um café rápido na praça - a padaria é o único local que você vai encontrar aberto neste horário. E saí sem rumo.

De ruas estreitas e de pedras colocadas ali pelos escravos, cheias de ladeiras, de cara você percebe que a cidade não foi feita para carros. Mesmo assim eles estão lá, e aos montes e a situação piora quando você nota que a sinalização é quase zero.
É um micro caos - carros que disputam lugares com motos, que disputam lugares com gente, que por sua vez disputam lugares com os cachorros de rua.

E foi no meio desse pequeno caos que registrei pra vocês meu primeiro dia com olhar não de moradora local, mas de viajante.

 Foi mal Daniele Tamara, mas não posso ir em Minas e não mostrar fotos da comida típica não é?

As embalagens tem poesia, essa é da Silvia Schmidt :) 


O único semáforo (que em Minas é conhecido como sinaleiro) fica em um ponto um tanto estranho quase imperceptível, já que ele está localizado ao lado de um casarão e sem nenhuma identificação. Eu cheguei a duvidar se ele funcionava, mas ele funciona, por mais doido que isso pareça.

 A livraria da cidade :)
Fonte de água.

Estava no paraíso, por que Diamantina tem cafés espalhado por toda a cidade. Porém, como os espaços são reduzidos, você precisa esperar por uma mesa.

Mas no Café Mineiro dá pra tomar uma cafezinho, assim: pela janela. E quando fiz essa foto lembrei-me de uma certa menina de cabelos cor de laranja, do blog “A menina da janela".

Essa loja estava fechada, e não tinha nenhuma descrição sobre o que vendia ali, mas certamente foi uma das fachadas que mais gostei.

Cidade turística sem hippie, não tem graça.Notei que tinha uma cadela com uma coleira diferente que brincava próximo a eles. E mandei fazer uma para o Orfeu.
Escolhi a pedra ametista, por ser a pedra da alma, além de aclamar e trazer tranquilidade para o interior da mente, ainda libera a tensão.

 E as cores de Gil...

Gil e André Kerestes,sou uma pessoa de palavra. Eu disse que colocaria a foto de vocês aqui no blog.

E minha bolinha de pelo com seu mais novo acessório.

Volta aqui amanhã!!!

Continua...